busca por faixa etaria

A segurança por trás da brincadeira

| 06.03.2014

Por Aide Mitie Kudo*

Antes de presentear uma criança, verifique se o material é, de fato, seguro e apropriado à faixa etária

Eles estimulam a fantasia, o desenvolvimento motor, cognitivo e social das crianças. Mas, desde o final da década de 80, antes de fazer a alegria dos pequenos, todo brinquedo fabricado e/ou comercializado no Brasil deve passar pelo processo de avaliação de conformidade de brinquedos e, se aprovado, obter o selo do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia). Este selo garante que o produto/brinquedo foi testado e aprovado por laboratórios credenciados, e que está dentro das normas de qualidade e segurança para a utilização pelas crianças.
Segundo o Programa de Avaliação de Conformidade do Inmetro são avaliados os seguintes itens:

· Impacto/Queda – verifica o possível surgimento de partes pequenas, partes cortantes, pontas agudas ou algum mecanismo interno no brinquedo que possa ser acessível à criança, quando em queda;

· Mordida – visa descobrir se a mordida gera partes pequenas quando arrancadas pela boca, pontas perigosas ou partes cortantes;

· Tração – verifica o surgimento de ponta perigosa funcional e risco da criança cair sobre a ponta gerada, quando tracionada;

· Químico – analisa a presença de metais pesados, nocivos à saúde, nos produtos; Inflamabilidade – verifica se o brinquedo entra em combustão rápida e o fogo se espalha pelo corpo da criança, caso a criança passe perto do fogo com o brinquedo;

· Ruído – verifica se o nível de ruído do brinquedo está dentro dos limites estabelecidos na legislação.

seguranca do brinquedo 2

Tudo isso é importante para garantir que o brinquedo não cause riscos à saúde da criança. Os brinquedos também estão relacionados com a faixa etária apropriada para o seu uso, visando principalmente evitar acidentes, como por exemplo: brinquedos com peças pequenas não são indicados para faixas etárias menores. Desde modo, o Inmetro aprova o brinquedo para determinada faixa etária, e não para qualquer idade. Por isso, antes de presentear qualquer criança fique atento para as seguintes recomendações:
a) Compre brinquedos em comércio legalmente estabelecidos, exigindo nota fiscal;
b) Brinquedos importados também devem passar pelo mesmo processo de certificação e conter o selo do Inmetro;
c) Preocupe-se também com as embalagens. Verifique se elas contêm grampos metálicos, sacos plásticos e/ou papéis coloridos com tintas tóxicas;
d) A embalagem e o manual de instruções devem conter as seguintes informações, preferencialmente em português:
· Faixa etária ou a idade a que se destina;
· Regras de montagem;
· Modo de usar /regras do jogo;
· Número de peças e conteúdo;
· Eventuais riscos que possa apresentar;
· Nome do fabricante ou importador.

O lazer do seu filho não é brincadeira! Leve a sério a compra de brinquedos e certifique-se de que o material que está levando para casa é seguro e adequado à faixa etária da criança. Só assim a diversão estará garantida!

 

seguranca do brinquedo_2
Fontes:
http://www.inmetro.gov.br
http://www.ipem.pr.gov
http://www.abrinq.com.br

 

*Aide Mitie Kudo é graduada em Terapia Ocupacional da Faculdade de Medicina da USP. Pós-Graduação em Administração em Serviços de Saúde e Administração Hospitalar pela Faculdade de Saúde Pública da USP. É coordenadora do Serviço de Terapia Ocupacional no Instituto da Criança.

ABC da Saúde Infanto-Juvenil. Todos direitos reservados |2013